«

»

Sep
17

VEJA Cinema: A Rede Social (The Social Network)

Isabela Boscov fala sobre o filme “A Rede Social”, que a história da criação do site de relacionamentos Facebook, dentro da universidade de Harvard. Jesse Eisenberg faz o papel do criador do site, Mark Zuckerberg; Andrew Garfield faz o brasileiro Eduardo Saverin, seu melhor amigo; e Josh Pence e Armie Hammer Jr. fazem os gêmeos Wiklevoss. O filme ainda conta com a atuação de Justin Timberlake, como Sean Parker, criador do Napster. Direção: David Fincher e roteiro de Aaron Sorkin, da série de TV “The West Wing”.

    JVZoo Product Feed

18 comments

No ping yet

  1. Otakawaii1 says:

    ISABELA VOCE É PÉSSIMA!! FALOU MAL DE PRINCIPE DA PERSIA E FURIA DE TITANS PQ NAO TINHA DIVERSAO,E ELOGIA HORRORES ESSA MERDA QUE VC AINDA CHAMA DE FILME?? ME POUPE!!

  2. Otakawaii1 says:

    Esse filme é uma droga! Nao vi o final até hoje ¬¬

  3. pandor58 says:

    ainda não acretido que O discurso do rei tirou de rede social o oscar de melhor filme, para min the social network foi o melhor do ano

  4. Renata Santos Silva says:

    Muito bom o filme, concordo com ela. Fiquei com pena do Eduardo Saverin, ele não merecia aquilo. Um bando de cobra!
    O Mark, apesar de um gênio foi um traíra!

  5. 32450396 says:

    filme muito bom. interessante ate o fim. so naum gostei do inicio e do fim.

  6. leoguerra75 says:

    esse filme é uma porcaria
    absurdo se ganhar oscar

  7. TheOldSurehand says:

    Nunca vi ela tão entusiasmada assim…

    Estranhei a música do trailer,não tem nada a ver com a trilha do filme,maravilhosamente composta por Trent Reznor.

  8. mamadoritos says:

    sinceramente, seu comentário é contraditório, já que ser jovem, rico e bem sucedido é primordial em qualquer sociedade desde o início dos tempos.

    É muito pedante da sua parte afirmar que o seu conhecimento de história sobrepuja o meu – tanto quanto seria injusto dizer que o meu é maior do que o seu. Se você não for especialista no assunto (ao qual eu simplesmente aprendo algo e paro de argumentar), então não significa que a história não seja passível de discussão.

  9. denise8901 says:

    Só senti falta da Isabela ter falado das atuações no filme, principalmente do Jesse Eisenberg.

  10. tattisalles1989 says:

    O self made man ou, nesse caso, self made boy é cria dos tempos atuais.

    Não para comparar o culto aos jovens milionários de hoje com o que acontecia com artistas entre os séculos XVII e XIX que eram tratados mais como artesãos ou empregados de luxo a serviço do clero ou das cortes aristocráticas do que como prodígios.
    Ser jovem, rico e bem sucedido nem sempre foi primordial. Estude um pouco de história que vc irá comprovar o que eu estou escrevendo.

  11. gustavoneivaluna says:

    bom comentário.

  12. mamadoritos says:

    QUE??? Vc ainda concorda com isso com essa asneira??? Pelo amor, hein! Chopin, Mozart, Beethoven, Bach…todos foram gênios precoces e olha como a carreira deles deu errado!

  13. luannaaaaa says:

    esse filme é maravilhoso. Melhor filme do ano na minha opinião.

  14. HemersonPhereira says:

    Isabela Boscov como sempre arrasando nos seus comentários!!!

  15. tattisalles1989 says:

    Adorei a crítica da Isabela.
    Esse negócio de jovem prodígio é mesmo complicado.
    Ninguém está preparado para ser “o gênio” aos 19 ou vinte e poucos anos.
    O resultado é um adolescente besta que fica cada vez mais insuportável.

  16. oversight100 says:

    SPOILER ALERT!!!
    SPOILER SPOILER SPOILER
    AHH HUAHAUH FUCK!

  17. Xehanortheartless says:

    Nossa Isabela, depois que vc falou eu quero ver, eu nem planejava em ver hehehueuhehu

  18. mutantewolverine says:

    partece ser 1 filme bem interessante mesmo principalmente para gent e q gosta de internet e sites de relacionamentos como twitter , orkut, myspace e facebook

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>